Notícias da CUT

SITICCAN no CPN

2011 foi um ano de grande luta, culminando com o SITICCAN vindo a ocupar espaços importantes, a exemplo da Secretaria de Saúde,

Segurança e Meio Ambiente no Trabalho, da CONTICOM - Confederação Nacional dos Trabalhadores na Indústria da Construção Civil e da Madeira, que proporcionou a oportunidade do SITICCAN ser indicado, pela CUT, para representar os trabalhadores da base do SITICCAN, da Bahia e do Nordeste brasileiro no CPN - Comitê Permanente Nacional, onde são discutidas as condições de trabalho, saúde, segurança e meio ambiente, função esta ocupada na FETRACOM - - Federação dos Trabalhadores na Indústria da Construção civil e da Madeira, que, além de participar da campanha Acidente, organizando seminários na região Sul do Estado da Bahia com vários sindicatos filiados nesta instância, o SITICCAN vem exercendo um papel importante junto a outros sindicatos da federação, centrais sindicais, principalmente a CUT, e a busca do convencimento junto com os companheiros de todas as bancadas, em especial do governo, quando podemos perceber que o compromisso com a prevenção foi uma parceria importante no CPN e outros, aprovamos o tempo para eliminação do elevador a cabo.

A CONTICOM e o SITICCAN participaram da oficina do projeto da política de saúde do trabalhador da industria da construção civil e da montagem nos ambientes de trabalho, através do titular da Secretaria de Segurança, Saúde e Meio Ambiente no Trabalho, Edilson Almeida. Realização e organização do Sindicato da Construção Civil de Pernambuco, com apoio técnico do INEST - Instituto de Estudos em Saúde do Trabalhador, com a participação de 31 diretores do Sindicato adquirindo formação com objetivo de preparar dirigente e cipista. O projeto foi abraçado pelo sindicato para combater as condições de trabalho precário com a meta de 400 trabalhadores que este ano passarão a receber esta formação. Parabéns ao Sindicato e toda a sua diretoria e a presidenta Ducilene.

 

Minha Casa Minha Vida

Minha Casa Minha Vida é um projeto social muito importante, mas os companheiros que estão construindo as casas estão passando fome, sem receber seus salários e suas rescisões. Não podemos aceitar que os trabalhadores continuem sendo saqueados e assaltados, Esta é a pratica usada pelas gatas R. Carvalho e RCA .PRAIME. Uma verdadeira quadrilha organizada para lesar os trabalhadores e arrancar dinheiro fácil do governo, pois essas gatas, quando assinaram o contrato com a Caixa, sabiam das condições, deixando bem claro que o assalto aos trabalhadores estava planejado. E preciso que alguns dirigentes sindicais não tenham dúvida da má fé destes saqueadores dos trabalhadores e não, equivocadamente, fazer ações para ajudar estes canalhas. Vamos fazer esta denúncia chegar à presidenta Duma, para que as medidas sejam adotadas e a quadrilha desmontada e eliminada de concorrer a licitações e firmar contratos com órgão público

Petrobras

A Brigada da Petrobras deveria ser um exemplo, mas é o contrário. Para os trabalhadores, um grau de risco muito grande, Já atropelou um funcionário da Lusa, em dezembro, transita nas unidades com alta velocidade, dando buzinaço. Os trabalhadores para eles servem de balisa nas poças de água, dando banho de lama, água suja e contaminada, nos funcionários. O SITICCAN não vai tolerar esta prática truculenta desta brigada e solicita da Petrobras medida urgente para estes fatos não se repetirem, pois nós, terceirizados, somos cidadãos e exigimos respeito.

 

CGI

Acordo fechado: pagará a PRL no dia 30/01/2012. A quem tem dois anos sem tirar férias será paga uma férias de multa e o plano de saúde, ainda este mês, será resolvido, e todo trabalhador terá sua assistência médica.    Este sindicato luta por você. 

Elevadores a cabo para transporte de passageiros

Em decorrência do acidente ocorrido em Salvador, com a queda de um elevador tracionado a cabo para transporte de pessoas, ocasionando óbito de 9 trabalhadores, em agosto de 2011 , as bancadas do governo e de trabalhadores se manifestaram em favor da eliminação dos elevadores tracionados a cabo para transporte de pessoas, previstos no item 18.14, conforme relatos a seguir descritos:

Manifestações da Bancada dos Trabalhadores:

  • A manutenção dos elevadores é muito importante. Indaga-se se há alguma pesquisa sobre elevadores em cremalheiras. Há informações de que há cerca de 5 acidentes no mundo, portanto é um elevador seguro. Sugere que o relatório técnico de manutenção seja mandado para o sindicato dos trabalhadores.
  • Eliminar o elevador a cabo para transporte de passageiros. Uma alternativa é construir elevador no poço definitivo. A empresa seja obrigada a fazer teste e encaminhe o resultado
  • O acesso do sindicato seja livre durante esse prazo de dois anos enquanto puder utilizar o elevador a cabo.
  • O projeto do atual elevador a cabo é um projeto ultrapasado. É utopia que a empresa irá fazer manutenção preventiva.
  • Existia norma de elevador a cabo NR 233. Já existe um grupo da ABNT estudando a norma de elevador a cabo. Isso não sai em menos de um ano. Os colegas do RS recomendam uma norma Espanhola mas ela é de 1 970. Tem informações de que existem 3 acidentes em elevadores de cremalheiras no Brasil. O problema do elevador a cabo é um híbrido de vários equipamentos diferentes no próprio elevador. O problema não é simples, é complexo, mas não podemos ficar esperando uma norma nova ser feita para fazer alguma coisa. Sugere-se, nas obras em curso, deixar só elevadores tracionados a cabo, para materiais e, nas obras novas, colocar elevadores a cremalheiras para transporte de pessoas.
  • Todos concordam que não se deve ter elevador a cabo.

 Mas, como fazer nas obras atuais?

Conclusões e encaminhamentos:

  • Proibição da utilização de elevadores de obras traciona os a cabo para transporte de passageiros a partir de 10 de maio de 2013 (Ref. Portaria 224 de 6/MAI/2011, em vigor a partir de 1°de setembro de 2011).

 

Login

Cadastre-se e receba nossos informativos

Topo
--ddd--