Notícias da CUT

Artigos

Artigos

Campanha Salarial SITICAN


Já estamos preparados para nossa Campanha Salarial. Já enviamos a nossa pauta de reivindica- ção, há quase um mês, para o SINDUSCON, e já cobramos o agendamento das rodadas de negociação. A justificativa deles para esta demora é a das negociações envolvendo outras categorias, que também têm como patronato o SINDUSCON. Mas, estamos em alerta, e mobilizados, acompanhando as movimentações, e reforçando nossa luta, atentos às reinvidicações da nossa categoria, que já sinalizou, através da nossa pauta, que a palavra de ordem é manter nossos benefícios e buscar ampliar conquistas. Os companheiros e companheiras já sabem que tudo que for discutido e acordado durante a Campanha Salarial, tem efeito retroativo a 1 de maio. Desde o valor da cesta ate o reajuste. Entao, se a demora e alguma espécie de estratégia dos patrões, não vai adiantar, porque estamos preparados, e com todo fôlego, para buscar o que é nosso. Vamos à Luta!

1º de Maio

Neste 1° de Maio, o SITICCAN está preparando uma série de eventos para homenagear os trabalhadores e trabalhadoras de modo geral, com o objetivo de não só nos confraternizarmos pela passagem desta data, e do dia do trabalhador na construção civil, montagem e manutenção, mas, também, para nos mantermos mobilizados, demonstrando nossa força de luta e organização, para ampliarmos e conquistarmos mais benefícios. Em Candeias, como já tradicionalmente acontece, haverá um Ato Público, com várias atrações, mantendo inclusive a programação voltada para o público evangélico, pela manhã. Em Madre Deus, na Praça Central, também terá Ato Público, com trio elétrico e shows musicais. Em São Sebastião do Passé teremos o nosso torneio de Futebol, que já entrou para o calendário esportivo daquele município, muito disputado e com várias premiações. Em Simões Filho, os trabalhadores também serão homenageados com ato Público e Show Musical. Todas as atividades terão Ato Público, com a presença de lideranças políticas e sindicais ligadas à luta dos trabalhadores, porque este dia é uma conquista nossa, para que não só reafirmemos nossa disposição de lutar por mais e melhores condições de trabalho, mas, também, destacarmos a importância de termos governos comprometidos com a nossa luta, como ocorre hoje a níveis Federal e Estadual, onde o canal de diálogo com os movimentos sociais e sindicais está sempre aberto, o que nos faz ter a certeza de que novas conquistas e vitórias estão por vir. Queremos e exigimos muito mais. Agradecemos o apoio de todos que vêm apoiando estes eventos, como a Catedral FM, o SINDIQUIMICA, o SINDIPETRO, o PT, a CUT, Carlos Martins e a Polícia Militar, com a realização da DIREÇAO DO SITICCAN. Veja, abaixo, a grade de programação do 1 ° de Maio:

Candeias

  • 10:00h - Show com o cantor gospel MARCOS ANTONIO
  • 12:00h - Show com a banda gospel CATEDRAL
  • 14:00h-Show com o GRUPO DEVANEIOS
  • 15:00h - Show com GILSINHO do Novo Tom
  • 16:30h-Show com EDYCITIY
  • 1 8:00h - Show com a Banda FLOR DA TAILÂNDIA
  • 19:30h - Ato Público
  • 20:30h - Show com PABLO

Madre de Deus

  • Início às 13:00h, na Praça Rodolfo Queiroz — SHOWS COM A
  • BANDA NEGRA COR, SAMBA DA VOVÓ, ARTE- DO SAMBA,
  • LOS PRAIANOS, dentre outras atrações.

Simões Filho

  • Início às 14:00 h - Com várias atrações

São Sebastião do Passé

  • Torneio de Futebol dos Trabalhadores, a partir das 7:00h, no
  • Estádio Municipal de São Sebastião do Passé.

Greves nas usinas Santo Antônio e Jirau são mantidas após reunião

Representantes dos trabalhadores farão assembléias na segunda-feira. . Paralisação em Jirau começou dia 8 de março, e em Santo Antônio, dia 20

MAÇARICO 267 - ABRIL 2012 As obras nas usinas hidrelétricas do rio Madeira - Jirau e Santo Antônio - continuam paralisadas após reunião entre representantes dos trabalhadores, dos responsáveis pela construção das usinas e do Ministério do Trabalho, realizada na manhã desta sexta-feira (23), em Rondônia. As duas paralisações foram consideradas ilegais pela Justiça. “Estamos negociando a retomada da negociação”, disse o presidente da Confederação Nacional dos Sindicatos de Trabalhadores (Conticom), Cláudio da Silva Gomes, e o Secretario de Saúde e Meio Ambiente no Trabalho, Edilson Almeida, também diretor do Siticcan, após participar da reunião, na qual não foi tomada decisão sobre retomada das atividades. Os representantes dos trabalhadores decidiram que farão assembléia na próxima segunda-feira, às 7 horas, no canteiro de obras de Santo Antonio. Provavelmente, também faremos uma assembléia na segunda-feira (26), às 11 horas, no canteiro de Jirau”, disse o representante do Sindicato dos Empregados da Construção Civil do Estado de Rondônia (Sticcero), A paralisação em Jirau foi iniciada no dia 8 de março, e os trabalhadores de Santo Antônio estão parados desde a última terça-feira (20). Várias lideranças dos trabalhadores foram demitidas por justa causa. Em Jirau, a parada começou com a manifestação de alguns trabalhadores de uma empresa contratada, que pediam aumento de salários e outros nove itens, entre eles cinco dias de folga a cada 70 dias trabalhados (atualmente, a folga é a cada 90 dias corridos de trabalho), aumento do valor da cesta básica de R$ 170 para R$ 350, plano de saúde gratuito extensivo a familiares, aumento de periculosidade e insalubridade e disponibilidade de um médico ginecologista no posto de saúde do canteiro de obras. A parada das atividades principais nos canteiros foi recomendada pelos consórcios responsáveis pelas obras civis das usinas, lideradas por Camargo Corrêa, no caso de Jirau, e Odebrecht, em Santo Antônio, para garantir a segurança dos trabalhadores. Na última quarta-feira, a Justiça do Trabalho declarou abusiva e ilegal a greve nas obras da usina hidrelétrica de Santo Antônio, e determinou o retomo imediato dos operários ao trabalho, sob pena de multa de 200 mil reais contra o Sticcero. A greve em Jirau também já tinha sido declarada ilegal, uma semana antes. Na sexta-feira, dia 30 de março, às 14h30, ocorreu uma audiência de conciliação entre as partes envolvidas - responsáveis pela obra e os trabalhadores - no plenário do Tribunal Regional do Trabalho da 14 Região, em Porto Velho, quando se chegou a um acordo, aprovado pelos trabalhadores, e a greve foi suspensa, dando-se início à negociação salarial.

28 de Abril

Dia Mundial em Memória das Vítimas de Acidentes e Doenças no Trabalho

MAÇARICO 267 - ABRIL 2012O dia 28 de Abril é lembrado em várias partes do mundo como o Dia em Memória das Vítimas de Acidentes e Doenças Relacionadas ao Trabalho. Com a morte de 78 trabalhadores em uma mina no estado da Virgínia, Estados Unidos, a Organização Internacional do Trabalho (OIT),, a partir de 2003, instituiu este dia para dar maior visibilidade às questões relacionadas à segurança e saúde no meio ambiente do trabalho.

As milhares de vítimas desta relação de explo.ração do capital sobre o trabalho exigem uma tomada de posição de toda a sociedade e do governo, pelos seus órgãos institucionais e de controle social, com o objetivo de erradicar/minimizar os acidentes e doenças ocupacionais que têm provocado enormes prejuízos econômicos e socais ao Brasil e principalmente aos trabalhadores. As ações de prevenção são importantes no combate a esse grave problema, além da responsabilização civil com a punição educativa para as empresas que continuam a vitimar seus trabalha- dores. Em 2012, sob o tema Acidentes Graves e com Morte no Trabalho no Estado da Bahia: Possibilidades de Enfrentamento. O FORUMAT realizou dois eventos: um em Feira de Santana, dia 24 de abril, e outro, em Salvador, dia 25 do mesmo mês, com o intuito de apresentar e discutir, de forma articulada, as ações que as instituições vêm desenvolvendo ao longo desses anos e identificar possibilidades de enfrentamento dos acidentes graves e com morte no trabalho. o SITICCAN, CONTICOM e FETRACOM faz em parte desta organização - FORUMAT28 de Abril.

Veja como andam as negociações da nossa campanha salarial

 Companheiros,

Depois de 10 rodadas de negociações com o sindicato patronal, participamos de duas reuniões na DRT Delegacia Regional do Trabalho, sendo apresentada pelo Delegado Regional uma proposta de mediação, que foi rejeitada pela categoria.

A proposta da DRT previa um reajuste de 10,5%, o abono dos dias parados, a manutenção da folga de pagamento e dos percentuais de horas extras a 50%, 80% e 150%, e ainda os seguintes benefícios discutidos pela Comissão do SITICCAN, durante as negociações com o patronal.

ADICIONAL NOTURNO refletindo no cálculo dos 20% da DSR, da mesma forma que ocorre com as horas extras.

FOLGA DE PAGAMENTO PARA TODAA BASE, sendo gratuita nas áreas que já concedemcomo a Petrobras. E compensadas nas áreas que não tinham folga anteriormente a exemplo da Dow Química.

O VALOR DOS TICKETES ALIMENTAÇÃO, reajustado com o mesmo percentual do reajuste salarial.

CESTA BASICA DE R$250OO (duzentos e cinquenta reais), um aumento de 48%. E os trabalhadores que estiverem em tratamento contínuo como fisioterapia, terão direito à cesta mesmo quando colocarem mais de três atestados no mês, porque os atestados serão considerados como um único.

MULTA PAGA PELA EMPRESA SE EXTRAVIAR A CARTEIRA PROFISSIONAL.

ADICIONAL DE PERICULOSIDADE PAGO AOS ELETRICISTAS independente do tipo de rede (alta ou baixa), ou área onde o serviço está sendo executado.

ABONO DO DIA DO TRABALHADOR QUE FOR REALIZAR EXAME PERIODICO, não havendo necessidade dos mesmos retomarem ao serviço.

OS SANITÁRIOS DEVEM ATENDER Às CONDIÇÕES DE HIGIENE CONSTANTES NA NR.

PERMISSÃO DE TRABALHO(PT) -Aqueles que solicitam a PT devem acompanhar o serviço.

MANUTENÇÃO DA PLR, COM MELHORIAS DOS CRITÉRIOS - O BAD será medido tomando como base apenas a parte que cabe ao trabalhador, e não as variações ocasionadas pelas empresas.

AVISO PRÉVIO GARANTIDO NO ACORDO DE PARADA PROGRAMADA - independente do número de dias trabalhados, COM DIREITO A 170 HORAS, PARCELAS RESCISORIAS E CESTA BÁSICA.

PAGAMENTO DO ADICIONAL DE 60% AOS TRABALHADORES EMBARCADOS incluindo SOBRE AVISO.

TODAS AS EMPRESAS DA BASE TERÃO QUE FORNECER PLANO DE SAÚDE AOS SEUS FUNCIONARIOS, sendo 100% gratuito nas áreas que já concedem. E nas áreas que não forneciam será 100% gratuito para os titulares, mas com a participação para os dependentes.

ENQUADRAMENTO SALARIAL, foi discutido que dentro do prazo de 90 dias será feita uma Pesquisa da média salarial de algumas funções em todo o País, para verificar a possibilidade de escalonamento para pagar as diferenças quando existentes.

A proposta foi rejeitada, e agora estamos buscando abrir um novo canal de negociação com o Sindicato Patronal através da DRT e TRT, já que os patrões retiraram a proposta apresentada acima, e agora só querem oferecer um reajuste de 4,88%, já sinalizando que irão entrar na Justiça.

O SITICCAN vem buscando reabrir o canal de negociação, antes da data da audiência no Tribunal, para obtermos uma nova proposta. Estamos na luta!

 

Login

Cadastre-se e receba nossos informativos

Topo
--ddd--